home > quem somos > breve histórico

Breve histórico

Em 1955, por iniciativa de um grupo de membros de algumas igrejas evangélicas, foi fundada em Florianópolis a AEBAS, uma associação que teria como missão a criação de um Hospital Evangélico.

A visão que motivou este grupo tinha duas justificativas: A primeira era de que, a exemplo de Curitiba, e de outras Capitais, Florianópolis precisava ter um Hospital que, além de atender a comunidade em geral, fosse também um local de atenção a saúde do povo evangélico; A segunda justificativa se embasava no fato de que na época o a cidade em sua parte continental não dispunha de nenhum Hospital ou centro de saúde, todo o atendimento era feito na Ilha; estaria a AEBAS então, buscando preencher esta lacuna, construindo no Estreito o Hospital Evangélico.

Após a aquisição dos terrenos na Rua Pedro Cunha, os fundadores partiram para a divulgação da Entidade nas Igrejas, buscando disseminar a idéia do Hospital e Maternidade, angariando associados e colaboradores.

Por se tratar de um empreendimento de grande porte, e no momento a Entidade não ter o suporte financeiro necessário à iniciativa, optaram por iniciar as ações através do atendimento ambulatorial.

Assim, na década de 60 a AEBAS inaugura suas atividades ambulatoriais inicialmente na Rua Felipe Schmidt, no Centro, posteriormente à Rua Fúlvio Aducci, no Estreito e finalmente, no início dos anos 70 em sua sede própria à Rua Pedro Cunha.

Nestes Ambulatórios, o atendimento era feito de forma gratuita, e era direcionado tanto aos associados como também à comunidade, privilegiando as pessoas empobrecidas dado o caráter beneficente da Entidade. Contava com profissionais que doavam parte de seu tempo, bem como com estagiários de medicina, enfermagem e odontologia. O Ambulatório da AEBAS prestava atendimento de Clínica Médica, Pediatria, Ginecologia, Odontologia e também realizava exames laboratoriais.

A manutenção das atividades ocorria por conta da contribuição dos associados, e dos convênios que a Instituição estabeleceu ao longo do tempo com as Secretarias de Saúde do Estado e Município. A AEBAS continuou com suas atividades no Ambulatório, que funcionou em convênio com a Prefeitura Municipal até 92, quando foi transferido para o Centro Social Urbano da Coloninha, após avaliação dos profissionais da saúde  da PMF, que alegaram a inadequação das instalações para o fim a que se destinava.

A inserção da AEBAS na área de atenção a infância e adolescência, aconteceu em função de suas atividades no ambulatório médico, quando os profissionais que prestavam atendimento, principalmente pediátrico, perceberam que as crianças atendidas eram vítimas de uma série de doenças e problemas de saúde ligados às precárias condições de vida a que eram expostas. Agravadas pelo fato de que muitas ficavam sob os cuidados de terceiros quando as mães saiam para o trabalho, e eram maltratadas.

Atenta a estes fatos, e a crescente demanda de um atendimento nesta área, no momento em que foi procurada pelo AMENCAR, ONG com sede em São Leopoldo-RS, a direção da AEBAS não teve dúvidas de que este era o momento de iniciar uma nova etapa em sua atuação em Florianópolis. Esta decisão, tomada de forma corajosa no início dos anos 80, conferiu à entidade a oportunidade de, além de expandir suas ações, tornar-se hoje, num referencial de trabalho qualificado de atenção integral à infância e adolescência através das Ações do CAS - Centro de Assistência Social da AEBAS.

Na área da educação a AEBAS manteve de 1998 até 2010 o Colégio Cristão de Florianópolis, iniciativa por meio da qual buscou nestes anos contribuir em Florianópolis e Região com uma proposta diferenciada de educação baseada nos princípios e na ética Cristã buscando a formação de pessoas conscientes de seu papel na construção de uma sociedade mais justa e cidadã.

A entidade mantém latente o resgate do sonho pelo qual foi fundada e consta de seus planos futuros o desafio da retomada da atuação na área da saúde cumprindo um dos objetivos que motivou sua fundação.